Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia mais

HARMONIA COMBINATORIAL - 2ª Edição (Revisada e Ampliada) - Julio Herrlein

Conceitos e Técnicas Para Composição e Improvisação
R$ 209,99

Disponibilidade: Em estoque

Código: JHHC8472

Editora: Julio Herrlein

Idioma: Português / Inglês

Autor/Artista: Julio Herrlein

Instrumento: Guitarra / Violão

Formato: Livro Físico / Áudio Online / Partitura/Tablatura/ Espiral / 350 páginas

UPC: 9786500468472

Julio Herrlein, também conhecido como “Chumbinho”, nasceu em Porto Alegre/RS, Brasil, em 22 de setembro de 1973 e começou a tocar aos 11 anos. É professor do Departamento de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Possui graduação (bacharelado), mestrado e doutorado em Composição Musical pela UFRGS. Em seu doutorado em Composição Musical (2018), pelo Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS, apresentou a tese “Das alturas ao ritmo: teoria dos conjuntos rítmicos como ferramenta composicional”. Como pesquisador, colabora no desenvolvimento do software de composição algorítimica Opusmodus, e também com diversos grupos de pesquisa em teoria e composição musical, como MUSMAT (UFRJ), TEMA (Associação Brasileira de Teoria e Análise Musical), além de diversos periódicos. Há cerca de 35 anos atua regularmente na cena instrumental como compositor, arranjador e instrumentista (jazz e música popular, em variadas formações), juntamente com diversos músicos importantes no cenário brasileiro e internacional. Em 2019, o Julio Herrlein Quarteto dividiu o palco com a cantora francesa Camille Bertault, no Festival Distrito Jazz. Em 2017, o Julio Herrlein Quarteto participou do POA JAZZ Festival, um dos mais importantes festivais de jazz do Brasil e também do Canoas Jazz Festival, em 2011. Publicou a primeira edição do livro Harmonia Combinatorial em 2011, com financiamento do FUMPROARTE/SMC/POA. Em 2013 publicou o livro Combinatorial Harmony: Concepts and Techniques for Composing and Improvising pela editora norte-americana Mel Bay Publications, distribuído para todo o mundo, com reviews de Ben Monder e John Stowell. Em 2010 foi professor de guitarra e improvisação na XXVIII Oficina de Música de Curitiba. Em 2003 teve seus artigos incluídos no livro e CD ROM “The Art of Improvisation”, do trompetista americano Bob Taylor. Como guitarrista, gravou seu primeiro CD Julio Herrlein Quarteto em 1996, aos 22 anos, contando com a presença dos músicos Kiko Freitas, Michel Dorfman e Ricardo Baumgarten. Gravou o CD Julio Herrlein Trio, em 2000, ao vivo no Theatro São Pedro (com Ricardo Baumgarten e Mano Gomes). Em 2015 foi comissionado para compor a peça musical em homenagem aos 50 anos do Goethe-Institut de Porto Alegre/RS. Também participou de CDs de outros artistas como convidado. Entre suas premiações estão o primeiro lugar no VIII Concurso de Composição do IBEU - Instituto Brasil/Estados Unidos (edição Big Band), em 2006, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com a suíte “Maestros Brasileiros”, que passou a fazer parte do repertório da UFRJazzEnsemble; e primeiro lugar no Festival de Música Instrumental do RS, em 1996, com a composição “Novembro”. Em 2009 foi selecionado para apresentação na Sala Funarte Sidney Miller, também na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com seu trabalho de guitarra solo, formato no qual também realizou turnê pelo projeto Arte Sesc, em 2007. Na área da música para publicidade, compôs, arranjou e produziu mais de 1200 peças musicais, com veiculação nacional e internacional, muitas delas premiadas. Tocou com diversos nomes nacionais e internacionais, tais como: Joris Teepe, Phil DeGreg, Jesse Van Ruller, Kiko Freitas, Fábio Torres, Ciff Korman, Edu Ribeiro, André Vasconcellos, Toninho Horta, Eduardo Neves, Thiago do Espírito Santo, Sandro Haick, Gustavo Assis-Brasil, Edu Martins, Lucinha Lins, Alegre Corrêa, Ana Fridman, Catarina Domenici, Pata Masters, Guinha Ramires, Glauco Solter, Alessandro Kramer, Michel Leme, Bruno Tessele, Matheus Nicolaiewsky, Mauricio Zottarelli, Quarteto de Cordas Kalimera, entre outros.

• Referência essencial para guitarristas, violonistas, arranjadores, compositores, improvisadores e estudantes de harmonia
• O mais completo mapeamento do braço da guitarra/violão
• Todos os acordes de 4 sons com diagramas e aplicações harmônicas
• Todos os acordes de 3 sons com diagramas e exercícios de memorização em áudio
• 24 aberturas diferentes para cada acorde incluindo: Fechada, Drop 2, Drop 3, Drop 2+4, Drop 2+3 e Double Drop 2 + Drop 3
• Teoria da Harmonia Funcional e Teoria de Conjuntos
• Condução de vozes combinatorial (conceito inédito)
• Graus Mestres (conceito inédito)
• Exercícios Pentatônicos
• Exercícios Hexatônicos e de “pares de tríades” (para todos os instrumentos)
• Como construir progressões de acordes (144 modelos cadenciais)
• Composições para guitarra e violão solo

ACOMPANHA ÁUDIO ONLINE



Julio Herrlein, também conhecido como “Chumbinho”, nasceu em Porto Alegre/RS, Brasil, em 22 de setembro de 1973 e começou a tocar aos 11 anos. É professor do Departamento de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Possui graduação (bacharelado), mestrado e doutorado em Composição Musical pela UFRGS. Em seu doutorado em Composição Musical (2018), pelo Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS, apresentou a tese “Das alturas ao ritmo: teoria dos conjuntos rítmicos como ferramenta composicional”. Como pesquisador, colabora no desenvolvimento do software de composição algorítimica Opusmodus, e também com diversos grupos de pesquisa em teoria e composição musical, como MUSMAT (UFRJ), TEMA (Associação Brasileira de Teoria e Análise Musical), além de diversos periódicos. Há cerca de 35 anos atua regularmente na cena instrumental como compositor, arranjador e instrumentista (jazz e música popular, em variadas formações), juntamente com diversos músicos importantes no cenário brasileiro e internacional. Em 2019, o Julio Herrlein Quarteto dividiu o palco com a cantora francesa Camille Bertault, no Festival Distrito Jazz. Em 2017, o Julio Herrlein Quarteto participou do POA JAZZ Festival, um dos mais importantes festivais de jazz do Brasil e também do Canoas Jazz Festival, em 2011. Publicou a primeira edição do livro Harmonia Combinatorial em 2011, com financiamento do FUMPROARTE/SMC/POA. Em 2013 publicou o livro Combinatorial Harmony: Concepts and Techniques for Composing and Improvising pela editora norte-americana Mel Bay Publications, distribuído para todo o mundo, com reviews de Ben Monder e John Stowell. Em 2010 foi professor de guitarra e improvisação na XXVIII Oficina de Música de Curitiba. Em 2003 teve seus artigos incluídos no livro e CD ROM “The Art of Improvisation”, do trompetista americano Bob Taylor. Como guitarrista, gravou seu primeiro CD Julio Herrlein Quarteto em 1996, aos 22 anos, contando com a presença dos músicos Kiko Freitas, Michel Dorfman e Ricardo Baumgarten. Gravou o CD Julio Herrlein Trio, em 2000, ao vivo no Theatro São Pedro (com Ricardo Baumgarten e Mano Gomes). Em 2015 foi comissionado para compor a peça musical em homenagem aos 50 anos do Goethe-Institut de Porto Alegre/RS. Também participou de CDs de outros artistas como convidado. Entre suas premiações estão o primeiro lugar no VIII Concurso de Composição do IBEU - Instituto Brasil/Estados Unidos (edição Big Band), em 2006, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com a suíte “Maestros Brasileiros”, que passou a fazer parte do repertório da UFRJazzEnsemble; e primeiro lugar no Festival de Música Instrumental do RS, em 1996, com a composição “Novembro”. Em 2009 foi selecionado para apresentação na Sala Funarte Sidney Miller, também na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com seu trabalho de guitarra solo, formato no qual também realizou turnê pelo projeto Arte Sesc, em 2007. Na área da música para publicidade, compôs, arranjou e produziu mais de 1200 peças musicais, com veiculação nacional e internacional, muitas delas premiadas. Tocou com diversos nomes nacionais e internacionais, tais como: Joris Teepe, Phil DeGreg, Jesse Van Ruller, Kiko Freitas, Fábio Torres, Ciff Korman, Edu Ribeiro, André Vasconcellos, Toninho Horta, Eduardo Neves, Thiago do Espírito Santo, Sandro Haick, Gustavo Assis-Brasil, Edu Martins, Lucinha Lins, Alegre Corrêa, Ana Fridman, Catarina Domenici, Pata Masters, Guinha Ramires, Glauco Solter, Alessandro Kramer, Michel Leme, Bruno Tessele, Matheus Nicolaiewsky, Mauricio Zottarelli, Quarteto de Cordas Kalimera, entre outros.


 "Informação preciosa, profundamente detalhada e exemplificada de forma a trazer tanto ao estudante quanto ao músico experiente a oportunidade de vivenciar a harmonia e todas as suas relações combinatórias de forma lógica e eficaz....Exercícios de tremendo bom gosto mostram a genialidade deste guitarrista virtuose que vem agora, generosamente, compartilhar conosco seu conhecimento"    -    Nelson Faria



INSTRUÇÃO DO AUTOR: " A ideia básica do livro Harmonia Combinatorial é a de um catálogo de possibilidades. A obra não trata de estilos específicos e o estudante aproveitará o livro à medida em que sentir a necessidade de aplicar, em sua própria música, algumas das ideias nele apresentadas.
Como guitarrista, há mais de vinte e cinco anos, sempre me interessei em como poderia usar este material no meu instrumento. Atualmente, há uma tendência muito grande dos improvisadores no emprego de fraseado interválico baseado em combinações específicas de sons, modos de transposição limitada e outras técnicas como hexatônicos (combinações de seis sons).
Durante a elaboração deste material foram mapeados todos os conjuntos de três e quatro sons com seus possíveis usos como função harmônica. Além disso, esse mapeamento inclui diagramas no braço da guitarra ou violão e exercícios práticos de memorização desses padrões. Tratei também de tornar mais próxima a abordagem árida da teoria de conjuntos aplicada à música, trazendo formas mais “amigáveis” de denominar os conjuntos de sons (usando tipologias de acordes)"  - Julio Herrlein

Este livro é único na medida em que aplica uma abordagem combinatória à harmonia, com materiais geralmente conhecidos do improvisador de jazz, lançando assim uma nova e excitante luz sobre um assunto familiar. É também o único livro que vi desse tipo que é tão amigável para a guitarra. Estou encontrando um vasto estoque de possibilidades aqui, e sou muito grato a Julio Herrlein por fornecê-las.
Ben Monder

Julio Herrlein reuniu uma visão muito abrangente de sua abordagem para a harmonia e improvisação. Seu texto está repleto de ferramentas úteis e práticas que serão muito valiosas para qualquer estudante sério. Altamente recomendado.
John Stowell

O livro Harmonia Combinatorial de Julio Herrlein revela todas as combinações possíveis de notas e situações harmônicas que você precisa para ser um músico criativo e único, independentemente do estilo que você toca. Uma das melhores coisas sobre este livro é que ele realmente inspira você a ter suas próprias ideias. Ele mostra ao aluno todas as cores e telas diferentes que você tem disponíveis, mas é você quem tem vai pintar ! Tenho certeza que muitos guitarristas sérios (e outros músicos) se beneficiarão deste trabalho definitivo!
Gustavo Assis-Brasil

Informação preciosa, profundamente detalhada e exemplificada de forma a trazer tanto ao estudante quanto ao músico experiente a oportunidade de vivenciar a harmonia e todas as suas relações combinatórias de forma lógica e eficaz.
Nelson Faria

Recomendo muito esse livro, que vai trazer uma contribuição muito grande para o conhecimento harmônico de todos os violonistas e guitarristas.
Lula Galvão

O Julio é um super guitarrista, músico da pesadíssima, professor e um pensador do instrumento e da música, uma capacidade didática incrível, ele sintetiza informações valiosíssimas nesse livro. Eu estou curtindo muito !
Ricardo Silveira

O livro mais completo que tive acesso até hoje. Cada página é um portal para ideias maravilhosas.
Paulinho Fagundes

Julio Herrlein é um guitarrista, compositor e educador pra lá de especial. Há anos referência da guitarra no Brasil. Seu livro “Harmonia Combinatorial” é um verdadeiro tratado. De uma clareza e profundidade ímpares. Recomendo a todos os praticantes desse instrumento.
Vida longa a ti e ao belíssimo livro, Chumbinho! Bravo!
Chico Pinheiro

Um olhar extenso sobre Harmonia que todo guitarrista de jazz sério deveria se aprofundar para conhecer o braço e a Harmonia.
Peter Mazza

PREFÁCIO (segunda edição)

A ideia básica deste livro é a de um catálogo de possibilidades. Não tratamos de estilos específicos. Não há como aprender todas as possibilidades de uma vez. O estudante aproveitará o livro na medida em que sentir a necessidade de aplicar, em
sua própria música, algumas das ideias aqui apresentadas.
No capítulo 1 temos as convenções básicas para intervalos, graus, cifragem, formas de representar o braço do instrumento e abreviaturas de escalas em modos empregados no restante do livro.
No capítulo 2, totalmente reescrito para esta segunda edição, há uma proposta de organização tonal a partir da superposição de um núcleo básico de escalas, organizadas por afinidade funcional. A proposta visa uma forma de análise harmônica
sem a multiplicação de entidades desnecessárias: cada estrutura cordal tem um único “grau mestre” (conceito inédito desenvolvido na explanação) ao qual pertence, e é analisada como representante desse grau, univocamente. A partir desses 9 graus,
4 eixos organizados por afinidade funcional são estabelecidos. A partir dos 4 eixos funcionais, 12 combinações de sequências
entre 2 acordes são estipuladas em uma tonalidade. Essas 12 combinações de sequências são ampliadas para pares de centros
tonais, totalizando 144 modelos cadenciais. Os pares de centros tonais são separados por distâncias positivas e negativas de 5
semitons, e também de trítono (12 distâncias). A partir dos 144 modelos cadenciais é possível descrever o caminho de qualquer
progressão do repertório da prática comum, além de diversos caminhos menos usuais.
No capítulo 3 há a tipologia e possíveis usos dos tricordes. Foram adicionados, nesta edição, exercícios de condução
de vozes adicionais que permitem, de uma só vez, percorrer todas as estruturas apresentadas. Os tricordes estão exemplificados
nos áudios disponibilizados junto com o livro.
No capítulo 4 há a tipologia e possíveis usos dos tetracordes. Foram adicionados, nesta edição, exercícios de condução
de vozes adicionais que permitem, de uma só vez, percorrer todas as estruturas apresentadas.
No capítulo 5 há a tipologia e possíveis usos dos pentacordes. Os pentacordes estão exemplificados nos áudios disponibilizados junto com o livro.
No capítulo 6 há centenas de exerícios de condução de vozes combinatorial (conceito inédito, presente desde a primeira
edição) e a partir de pares de tricordes, em posição aberta e fechada, em exerícios melódicos e harmônicos.
No capítulo 7 há duas composições para guitarra e violão solo.
O livro termina com um Apêndice Técnico, com noções básicas sobre teoria de conjuntos aplicada à música.
Desejo que você, caro leitor, faça o melhor proveito do material aqui reunido, e o utilize com sabedoria.

O livro Harmonia Combinatorial é uma referência para músicos, independente de estilo musical ou instrumento, pois aborda a harmonia de forma inédita com conteúdo inovador.

A obra, com 350 páginas, bilingue (port/ing) e com Áudio Online, conta com apresentação de Nelson Faria, pioneiro nesse ramo de publicação no país e referência como guitarrista; com capa e projeto gráfico de Guilherme Dable; produção executiva de Luciana Etchegaray (Casulo Assessoria em Arte); apoio cultural das guitarras Strandberg e Financiamento Coletivo pelo Apoia.se