ARRANJANDO FREVO DE RUA - Marcos Ferreira Mendes (Marcos FM)

Dicas Úteis para Orquestras de Diferentes Formações
R$ 34,99

Disponibilidade: Em estoque

Código: CEPE5282

Editora: CEPE

Idioma: Português

Autor/Artista: Marcos Ferreira Mendes

Instrumento: Todos

Formato: Livro / Texto e Partituras / 262 páginas

O autor acredita "que esse livro será útil para músicos, arranjadores, compositores, pesquisadores e interessados no processo de arranjo e orquestração no frevo de rua". O mesmo ressalta seu objetivo com o livro, onde ele espera "atender às expectativas e oferecer um trabalho que seja útil como material de consulta para aqueles que desejam manter viva a chama do frevo de rua".


CEPE EDITORA

Conteúdo:

Conhecimentos Preliminares • Nocões Básicas da Fraseologia Musical • Elementos Importantes do Arranjo • Instrumentação • Efeitos Timbrísticos • Pontos Harmônicos e Pontos de Linhas • Escrita para a Base • Arranjo Básico para a Formação 6&4 e 8&5 • Arranjos Comentados • A Tuba - Um Capítulo à Parte • Anexos • Resolução dos Exercícios • Bibliografia • Sobre o Autor.

Comentário

"Nos últimos anos, no ambiente dos especialistas em frevo, uma das palavras mais proferidas é "sistematização", termo que expressa uma preocupação entre muitas pessoas que tocam, compõem ou simplesmente amam frevo. É claro que os esforços que vêm sendo enviados pelos compositores, pesquisadores, documentaristas, instituições culturais e órgãos públicos no sentido de registrar, documentar, salvaguardar e de estimular o frevo no presente são iniciativas de suma importância que compõem e até transcendem uma sistematização no sentido aqui colocado. Finalmente, a lacuna agora começa a ser suprida: um trabalho que atende a uma necessidade manifestada por muitas pessoas há décadas. O livro que o Maestro FM nos oferece é um dos passos relevantes no sentido de uma sistematização do frevo. E vai além: incide fortemente sobre os processos formativos das novas gerações que o estão abraçando e chegará às futuras gerações que irão se jogar no frevo." - Climério de Oliveira Santos