HARMONIA APLICADA AO VIOLÃO E GUITARRA - Nelson Faria

Técnicas em Chord Melody
R$ 59,99

Disponibilidade: Em estoque

Código: 408M

Editora: Vitale

Idioma: Português

Autor/Artista: NELSON FARIA

Instrumento: Guitarra - Violão

Formato: Livro / 100 páginas / Partitura e Diagramas

Este livro tem como objetivo fornecer as ferramentas básicas para que você possa criar seus próprios arranjos para violão ou guitarra solo, estilo de tocar conhecido como "Chord Melody". Um arranjo em chord melody sintetiza os conhecimentos de formação de acordes, inversões, colocação de notas de tensão e o estudo da harmonia propriamente dita, que é o estudo das funções que cada acorde assume, as possíveis substituições, etc.
No apêndice deste livro há um arranjo como exemplo: Carinhoso. Procure aplicar os conceitos aprendidos em seus próprios arranjos, fazendo seu próprio repertório em "Chord Melody". - "Nelson Faria"


Vitale

Índice:

NOTA DO AUTOR 10
INTERPRETANDO OS DIAGRAMAS 10
SISTEMA NUMÉRICO 11

PARTE 1 - FORMAÇÃO DOS ACORDES 13

INTERVALOS NO BRAQO DO VIOLAO OU GUITARRA 14

FORMAÇÃO BÁSICA DOS ACORDES 16
1-Tríades 16
2- Tétrades 17
3. Notas de Tensão 18

QUADRO DOS INTERVALOS NA FORMAÇÃO DOS ACORDES 19

VISÃO HORIZONTAL DOS ACORDES NO BRAÇO 19

NOTAS DO ACORDE E DE TENSÃO NO BRAÇO DO INSTRUMENTO 20

1 . Acorde tipo 7M/6 20
2. Acorde tipo 7M(#5) 23
3. Acorde tipo m7 24
4. Acorde tipo m7M/6 26
5. Acorde tipo m7(b5) 28
6. Acorde tipo dim 30
7. Acorde tipo 7 34

DIGITAÇÕES ALTERNATIVAS 45
1. Pestanas 45
2. Double stops 49
3. Dedo em alça 51

ACORDES COM CORDAS SOLTAS 52

POLIACORDES 55

ACORDES HÍBRIDOS 55

ACORDES HOMÔNIMOS 56

ACORDES QUARTAIS 57

VOCE SABIA? (CURIOSIDADES HARMÔNICAS) 58

PARTE 1 - PROGRESSÕES HARMÔNICAS 63

ALTERNATIVAS HARMÔNICAS 64

ACORDES DIATÔNICOS 65 

1 . Acordes diatônicos ao tom maior 65
2. Acordes diatônicos ao tom menor 66

ACORDES DIATÔNICOS NO CICLO DAS QUARTAS 67

RESOLUÇÕES DO TRÍTONO 73

RESOLUÇÕES DO ACORDE DIMINUTO 73

MOVIMENTOS DIMINUTOS 74

TRABALHANDO COM AS INVERSÕES 76
1. Harmonizando notas de acorde 78
2. Harmonizando notas de tensão 79
3. Harmonizando notas de aproximação diatônica 79
4. Harmonizando notas de aproximação cromática 79

PARTE 3 - A CONSTRUÇÃO DE UM ARRANJO EM "CHORD MELODY" 83

1. Melodia 84
2. Melodia a duas vozes (contraponto) 82
3. Harmonia básica 86
4. Re-harmonização por acordes diatonicos 86
5. Re-harmonização por dominantes secundários 87
6. Re-harmonização por dominantes substitutos 88
7. Re-harmonização por com uso de inversões 89
8. Re-harmonização com uso de baixo pedal e acorde diminuto 89
9. Exemplo em Chord Melody 92

APÊNDICE - ARRANJOS

1. Carinhoso 94
 

NELSON FARIA:

Nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, Nelson mudou-se para Brasília ainda criança, acompanhado da família. Na capital federal, iniciou os estudos na música, logo se juntando a vários instrumentistas e cantores de sua geração para desenvolver os primeiros trabalhos. EM 1983, decidiu mudar-se para Los Angeles, Estados Unidos, onde cursou o G.I.T. (Guitar Institute of Technology) e teve o privilégio de aprender com os mestres Joe Pass, Joe Diorio, Frank Gambale, Scott Henderson, Howard Roberts, Ron Eschete e Ted Greene. De volta a Brasília, tornou-se um dos instrumentistas brasileiros mais requisitados para gravações, shows e workshops, desenvolvendo, paralelamente, trabalhos no exterior, como instrumentista e arranjador.

O nome de Nelson Faria aparece em mais de uma centena de discos, tendo trabalhado ao lado de João Bosco, Cassia Eller, Zélia Duncan, Milton Nascimento, Toninho Horta, Tim Maia, Leila Pinheiro, Paulo Moura, Ivan Lins, Wagner Tiso, Edu Lobo, Fátima Guedes, Gonzalo Rubalcaba, Lisa Ono, Baby do Brasil, Maurício Einhorn entre outros, acumulando no currículo gravações e apresentações em quase todo o Brasil, no Japão, Estados Unidos, Israel e em diferentes países da América do Sul e da Europa.

Seus trabalhos mais recentes em parceria com outros artistas podem ser conferidos no último CD de João Bosco, Malabaristas do Sinal Vermelho no qual contribui como produtor, arranjador (orquestra de cordas e metais) e instrumentista, o CD da cantora Suéca Karolina Vucidolac, que contratou Nelson para produzir e arranjar seu CD pelo sêlo IMOGENA na Suécia, O CD da cantora holandesa Joseee Koning , o CD do vibrafonista de Arthur Lipner e da cantora Sanny Alves, lançado no Japão pelo selo Koala Records.

Nelson Faria teve algumas de suas composições gravadas em CDs internacionais, como o CD "Da cor do Pecado" de Sanny Alves (Koala Recosds - Japan), o CD "Jazz Caliente" do pianista Lee Waterman, O CD "Modern Vibes" de Arthur Lipner, eo CD "Brasil, meu país musical" de Karolina Vucidolac

Entre as cantoras brasileiras que se destacaram nos anos 90, duas tiveram o auxílio luxuoso de Nelson para marcar presença definitiva no cenário pop nacional: Cássia Eller, que contou, desde o início da carreira, com a sua fiel guitarra; e Zélia Duncan, que desde os tempos de Zélia Cristina, na Brasília dos anos 80, conta com as suas cordas e arranjos. Como não podia deixar de ser, ambas participaram do seu primeiro disco solo, Ioiô, gravado em 1993. Outra cantora que também teve a parceria de Nelson como contribuição decisiva em sua estréia no show business foi Ana Carolina, que fez questão de ter ao seu lado o mesmo guitarrista de Cássia Eller, uma de suas referências.

Entre o primeiro disco solo "Ioiô", em 1993, e o quinto, que leva o seu nome, Nelson Faria lançou outros três CDs: Beatles, um Tributo Brasileiro (Solo Music, 1998), com o pianista José Namen; Janelas Abertas (Lumiar Discos, 1999), em duo com a cantora Carol Saboya; e Três/Three (independente, 2000), em trio com o baixista Nico Assumpção e o baterista Lincoln Cheib.

Aprendendo e Ensinando:

Nelson Faria é daqueles profissionais que acreditam estar sempre aprendendo. Em 2001, depois de muitos anos voltado para trabalhos solo e em parceria com outros músicos, decidiu dedicar mais um tempo aos estudos. Agraciado com a Bolsa Virtuose, concedida pelo Ministério da Cultura, participou do programa BMI Jazz Workshops, em Nova York, onde teve aulas com os músicos Manny Albam, Jim McNeely e Michael Abene. Durante os meses em que esteve na cidade americana, participou de várias gravações com músicos nova-iorquinos e brasileiros, apresentando-se em vários clubs e casas de espetáculo.

Como educador, Nelson Faria também acumula muitos projetos bem-sucedidos. Entre 1987 e 1999, lecionou as disciplinas de arranjo, harmonia, improvisação e guitarra na faculdade de música da Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro. Paralelamente, ministrou inúmeros cursos e workshops em todo o país, entre os quais merecem destaque o Primeiro Seminário Brasileiro de Música Instrumental, o Curso Internacional de Verão de Brasília, o Festival de Música da Universidade do Rio Grande do Norte e a Oficina de MPB de Curitiba. Fora do Brasil, Nelson também realizou workshops na International Association of Jazz Educators (IAJE), na Manhattan School of Music e na New School, em Nova York; Esteve nos anos de 2001 e 2002 na Berklee College of Music, em Boston para lecionar o violão brasileiro como professor convidado; na University of South California, em Los Angeles; e na Göterborgs Universitet, na Suécia.

Fã incondicional de jazz e MPB, Nelson Faria é autor de quatro livros didáticos que focam a improvisação, as peculiaridades harmônicas da música brasileira e as técnicas do violão e da guitarra, todos acompanhados por CDs com demonstrações práticas das lições: A Arte da Improvisação (Lumiar Editora, 1991); The Brazilian Guitar Book (Sher Music Co., 1996), publicado nos Estados Unidos pela mesma editora do Real Book e no Japão pela editora Arikita Music; Escalas, Arpejos e Acordes para Violão e Guitarra (Lumiar Editora, 1999); e Inside the Brazilian Rhythm Section (Sher Music Co., 2002), escrito em parceria com o pianista americano Cliff Korman, lancado nos EUA e Japão.